Sessões escola exclusivas de 'Extraordinário' pelo Brasil

Marque uma sessão e discuta a importância da obra em sala de aula.

Extraordinário Projeto Escola Arte2

A Paris Filmes acredita no poder de transformação pelo cinema, e lançar “Extraordinário” (Wonder) propiciou ainda mais a satisfação de colocar essa tarefa em prática. Com uma narrativa adaptada do best-seller homônimo de R. J. Palacio, o filme estreou nos cinemas dia 7 de dezembro e já cativou mais de 6.5 milhões de pessoas ao redor do Brasil.

De seus contínuos resultados positivos, “Extraordinário” deu início ao nosso Projeto Escola, no qual instigamos debates escolares e pedagógicos a partir de sessões escola exclusivas com valores promocionais do filme para grupos de estudantes e/ou professores, psicólogos e pedagogos em cinemas próximos à eles.

Então, que tal gerar papos extraordinários em sua sala de aula? Marque uma sessão exclusiva com a gente e aplique nosso material pedagógico com jovens e crianças: projetosespeciais@parisfilmes.com.br.
Com a volta às aulas e a chegada do Dia Nacional de Combate ao Bullying (em 7/4), nunca foi tão necessário conversar a respeito da temática dessa obra que dialoga diretamente com o dia a dia de muitos alunos.

A produção aborda temas relacionados à educação e a inclusão no ambiente escolar. Dirigido por Stephen Chbosky (de “As Vantagens de Ser Invisível” e roteirista de “A Bela e a Fera”) o longa retrata de maneira emocionante a vida do garotinho Auggie Pullman, interpretado por Jacob Tremblay, que nasceu com uma séria síndrome genética que, até agora, o impediram de ir a uma escola convencional. Auggie, então, se torna o mais improvável dos heróis quando ele ingressa na 5ª série de uma escola comum. Sua família, seus novos colegas de classe e a comunidade lutam no desenvolvimento da compaixão e da aceitação e a extraordinária jornada de Auggie os unirá e provará que não é possível se misturar quando se nasce para se destacar.

O longa dialoga com a realidade de muitas famílias, e a Paris acredita que esse diálogo deve ser replicado pelos mais importantes multiplicadores: os nossos educadores.

voltar